Fases da gravidez

O que uma mulher grávida deve saber antes de viajar de avião


As mulheres grávidas não verão todos os semáforos abertos quando tiverem que pegar um avião. Seu estado de gravidez vai forçá-los a conhecer e seguir alguns procedimentos que permitem que voem.

Se está grávida e vai apanhar um avião, a primeira coisa que deve fazer é consultar os requisitos e regulamentos de algumas companhias aéreas em relação a mulheres grávidas. Encontrei uma série de dicas a seguir para que a gestante possa pegar seu voo sem nenhum contratempo, então se você está grávida e vai viajar, isso te interessa!

1- Iberia

- A gestante pode voar sem problemas até a 28ª semana de gestação.

- Recomenda-se não voar após 36 semanas de gestação (32 semanas são múltiplas e sem complicações). É necessária autorização do médico. Não é permitido voar a partir dessa semana em voos operados pela Vueling.

2- Easy Jet

- Sem restrições para gestantes até a 27ª semana de gestação.

- Solicitar ao médico o atestado médico para gestantes com gestação entre 28 e 35 semanas, que deve ser emitido pelo menos 5 dias antes da viagem.

- Você pode viajar até o final da semana 35, no caso de gravidez única.

- Se a gravidez for múltipla, você pode viajar até o final da 32ª semana de gestação.

- Mulheres grávidas podem viajar com um bebê no colo, se desejarem.

3- Ryanair

- Permite voar até a 36ª semana de gestação. A apresentação de um atestado médico é urgente.

- Para casos de gravidez múltipla sem complicações, não é permitida a viagem além do final da 32ª semana de gestação.

4- SAS

- Sem restrições durante os primeiros oito meses de gravidez.

- É necessário um laudo médico para mulheres grávidas entre 2 e 4 semanas antes da data prevista para o nascimento do bebê e o tempo de viagem não pode exceder 4 horas de voo.

- Proíbe viajar para mulheres que estão menos de 2 semanas após o parto.

5- KLM / Air France

- Eles sugerem consultar um médico antes de embarcar em qualquer uma de suas aeronaves.

- A KLM não permite voar mulheres grávidas com gestação superior a 36 semanas, ou 34 em caso de gravidez múltipla.

- Com a Air France, é necessário um atestado médico para mulheres grávidas com mais de 36 semanas de gravidez.

6- Lufthansa

- Sem restrições para gestantes até 8 meses de gestação (36 semanas), desde que não haja complicações.

- É necessário um atestado médico, obtido através do serviço médico desta companhia aérea, para as mães com mais de 37 semanas de gestação.

- Não aconselha mães voadoras que estão esperando gestações múltiplas ou cujo bebê tem problemas cardiovasculares.

- Sugere viajar apenas se for necessário no caso de gestantes e sempre consultar um médico antes de voar.

- Como os riscos de trombose aumentam durante a gravidez, a empresa sugere o uso de bandagens compressivas e elevação dos pés durante o voo.

7- British Airways

- Não há restrições para mulheres grávidas com menos de 36 semanas de gestação se elas esperam apenas um bebê e de 32 semanas para gestações múltiplas.

- Exige que as passageiros do sexo feminino com mais de 7 meses de gravidez apresentem laudo médico atestando que não apresentam problemas de gravidez e indicando a data provável do parto.

8- Alitalia

- Se você viajar durante a gravidez após 7 meses, espera mais de um bebê ou tem complicações durante a gravidez, é necessário um atestado médico. Este certificado deve ser um relatório médico denominado Preenchimento de um Formulário de Informações Médicas (MEDIF), que deve ser apresentado antes da viagem e deve ser assinado pelo médico e pelo passageiro. Este formulário pode ser baixado do site da Alitalia.

- A partir do início do nono mês de gravidez, deve-se solicitar ao médico atestado com a data prevista para o parto.

- Não é recomendável viajar sete dias antes do parto ou sete dias depois, nem se houver risco de parto prematuro ou qualquer outra complicação.

- É aconselhável viajar com acompanhante a partir da 28ª semana de gestação.

9- Aeromexico Airline

- O atestado médico não será necessário em gestações sem complicações ou em gestações até a semana 32.

- A partir da 33ª semana de gestação, só será possível viajar apresentando o atestado médico no momento do Check-in.

- No caso de gestações de alto risco, independentemente do mês de gestação, deverá ser apresentado o atestado médico correspondente.

10- Aerolineas Argentinas

- Após a 34ª semana de gestação e até a 37ª, é necessário apenas atestado médico do obstetra.

- Para gestações múltiplas, desde a 28ª semana de gestação até a 37ª semana inclusive, será necessária a apresentação de Atestado Médico.

- Se a gravidez apresentar complicações ou for considerada de risco, é obrigatória a apresentação do formulário médico (MEDIF Anexo A e B) com no mínimo 10 dias de antecedência e até 72 horas úteis antes do voo.

- A partir da semana 38 você não poderá viajar em voos operados por esta empresa

De resto, quando já estiver a bordo do avião, basta lembrar que existem algumas medidas preventivas a seguir para evitar surpresas durante a viagem, como náuseas, inchaço ou dores nas costas, como mudança de postura, tratamento para erguer um pouco os pés, dê alguns passos curtos em volta do avião quando não é obrigatório usar cinto de segurança e beba água ou faça refeições leves se o voo durar muitas horas.

Você pode ler mais artigos semelhantes a O que uma mulher grávida deve saber antes de viajar de avião, na categoria Estágios da gravidez no local.

Vídeo: Saúde: trombose - Mulheres 090517 (Outubro 2020).