Autismo

Por que crianças com autismo repetem frases ou sons involuntariamente


Apesar da diversidade de suas características clínicas, dentro do espectro do autismo existem elementos relativamente constantes em muitas das pessoas com diagnóstico de autismo, principalmente nos aspectos de interação social, flexibilidade - imaginação, movimentos ou sons repetitivos. O motivo de consulta mais frequente é o relacionado com a Linguagem e Comunicação e o facto de por que crianças com autismo repetem frases ou sons involuntariamente, algo que é conhecido como ecolalia. Falaremos sobre tudo isso no próximo post.

O autismo é atualmente denominado (pelos principais sistemas de Classificação Internacional, como DSM-V e CID-11) Transtorno do Espectro do Autismo ou Transtorno do Espectro do Autismo (ASD). Quando vemos o detalhe que a terminologia 'espectral' carrega, isso sugere que essa condição tem uma grande diversidade em suas apresentações clínicas dadas por níveis de funcionamento.

A abordagem da Linguagem e Comunicação baseia-se em um elemento distintivo que é a ausência ou presença da fala (linguagem oral expressiva). Desta vez abordaremos um dos modos de apresentação da doença, que é quando a criança "fala".

Quando nos deparamos com a criança com autismo que fala, uma das características que pode estar presente é a ecolalia. Essa manifestação clínica consiste em imitar e repetir palavras, frases ou sons, de forma inconsciente-involuntária, de algo ouvido por meio de uma conversa, uma ordem ou um comentário quando dirigidos a ele; ou simplesmente através de um vídeo no You Tube ou na televisão. Eles geralmente copiam de seus programas favoritos ou de expressões de parentes próximos.

Porém, quando voltamos àquela infância, aquela em que aprendemos a falar, o ser humano costuma adquirir sua linguagem por meio da imitação, portanto, se um menino ou menina entre 12 meses e 2 anos repetir algumas palavras ou frases em contextos apropriados, isto é, aquela palavra ou frase está de acordo com o que estão falando ou o que aquele menino ou menina deseja expressar consistentemente, é considerada normal. Mas se já tem 2 anos e meio ou mais e essa repetição ocorre com relativa frequência e / ou essa palavra ou frase não se enquadra no contexto socioambiental levantado, é motivo de alarme.

Um elemento que costuma chamar a atenção no autismo é que, geralmente quando possuem ecolalia, podem até copiar as inflexões vocais do emissor, ou seja, copiam até a pronúncia (tom, timbre e intensidade da voz do emissor) se eles Experimente um clipe de filme, história em quadrinhos ou comercial para imitar o máximo possível.

A classificação mais conhecida de ecolalia é imediata (logo após ouvi-la) ou tardia (tempo depois). No entanto, é importante notar que repetir frases e palavras em crianças mais velhas (digamos 3 anos ou mais) pode ser feito como uma 'piada', mas você já pode ver que é voluntário.

O importante é que se a ecolalia persistir e não estiver diminuindo, um especialista deve ser consultado para fazer o diagnóstico diferencial, já que a presença deste sinal clínico SÓ não é critério suficiente para falar em autismo. Lembremos que para se chegar a esse diagnóstico clínico é necessário reunir uma série de características observadas e questionadas por um profissional da área.

As causas da ecolalia Ainda não foram totalmente identificados, existem muitas conjecturas a esse respeito e isso é o mesmo que acontece em todas as hipóteses levantadas em torno das ASD, porém, as variáveis ​​a considerar quando se trata de linguagem são muitas, porque se trata de uma função mental superior que requer múltiplas redes neurais distribuídas por todo o cérebro para seu funcionamento adequado. Se algo interfere na conexão adequada dos neurônios, veremos algo refletido na fala.

Dizer que a ecolalia não tem cura é irresponsávelPortanto, todos os gatilhos possíveis devem ser avaliados não só no sistema de voz, mas em outros sistemas como gastrointestinal, metabólico, imunológico, etc., para sua correta abordagem; Por isso, o médico especialista (com conhecimento do quadro) faz essa pesquisa e trabalha em conjunto com o fonoaudiólogo para obter os melhores resultados.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Por que crianças com autismo repetem frases ou sons involuntariamente, na categoria Autismo no local.

Vídeo: Sinais de Autismo em ADULTOS e ADOLESCENTES (Outubro 2020).