Sejam mães e pais

É mais fácil criar e educar um menino do que uma menina. Ou foi o contrário?


Se você é mãe de uma menina e de um menino Certamente eles lhe perguntaram ou você se perguntou se é mais fácil criar e educar um ou outro. E, por mais semelhante que seja ou deva ser, sempre há diferenças impostas pela sociedade. Eu também tenho um filho e uma filha e o que estou aqui para lhes contar não é um conselho ou coisa parecida, mas minha opinião e minha experiência.

A resposta, você provavelmente compartilha comigo, é que não é fácil levantar qualquer. Criar um menino ou uma menina não é fácil, você sempre tem que se esforçar, superar desafios e outras coisas que você já conhece muito bem.

Agora, é mais fácil criar um do que o outro? É claro que Hoje é um pouco mais fácil criar e educar um menino do que uma menina e não estou falando sobre os clichês de que meninos são mais simples e meninas mais complicadas. Nunca prestei atenção nessas frases fixas que todo mundo fala, acho que cada criança tem sua personalidade e que o exemplo dos pais tem muito a ver com isso.

Então, por que digo que é mais fácil educar um menino do que uma menina? É aqui, com sua permissão, que vou lhe contar minha experiência.

O professor do meu filho nos disse uma vez em uma reunião na escola que as meninas, hoje, ainda tinham mais complicado, ele falava quando estávamos conversando sobre os Reis Magos e o fato de ainda haver brinquedos que parecem ser só para elas ou para eles. Ele nos convidou a tentar dar às meninas um daqueles brinquedos que 'são para crianças' e ver por nós mesmos que elas também se divertem com essas coisas.

E de um assunto saiu outro, aquele que hoje ainda está na boca de todos, mas nem todos se atrevem a contar. A professora do meu filho nos explicou que as meninas continuam em desvantagem social em relação aos homens e que nós, como pais, somos essenciais para a mudança. Naquela época eu estava grávida da minha filha e as palavras dessa professora me deram muito em que pensar.

Hoje meu filho tem 7 anos e minha filha 2, e as palavras da professora naquela reunião não caíram em surdos. Comecei a pensar que criar um menino e uma menina é exatamente a mesma coisaVocês dois têm as mesmas necessidades de bebê, vocês dois têm que levar na escola, preparar a festa de aniversário, se inscrever em atividades extracurriculares, dar um abraço na tristeza ou contar uma história para dormir e tudo isso, claro, adaptado ao caráter e personalidade de cada um.

Então, se eles nascem iguais, por que criar outros diferentes? Bem, pelo que ele falou no início, por causa da sociedade. Eu dou um exemplo. Não coloquei brincos na minha filha e muitas vezes na rua ouço: 'que menino lindo'. Por que não o chamam de criança? Bem, sim, por isso mesmo. Um exemplo insignificante que se extrapola para outras situações.

O que devo fazer para tentar tornar a educação do meu filho tão fácil ou tão complicada quanto fazê-lo com minha filha? Bem, por exemplo, eu transmito aos mesmos valores, limites e normas. Eu permito que brinquem com as mesmas coisas, sejam bonecos ou carros de corrida. Eu dou a eles os mesmos beijos e abraços. Mostro a eles, cada um de acordo com sua idade, que todos ajudamos e fazemos o trabalho doméstico e deixo que vejam que o mundo lá fora é difícil, mas que se forem corajosos e responsáveis, podem se tornar o que quiserem ser.

É mais difícil criar consoante seja menino ou menina? Bem, acho que a resposta está em cada mãe, cada pai, cada avô e cada tio. Juntos podemos fazer com que cada um tenha as mesmas oportunidades.

Vou experimentar com meus filhos e você?

Você pode ler mais artigos semelhantes a É mais fácil criar e educar um menino do que uma menina. Ou foi o contrário?, na categoria Ser mães e pais no local.

Vídeo: RECÉM NASCIDO - 10 DICAS INCRÍVEIS PARA MÃES QUE ACABARAM DE TER UM BEBÊ - MACETES DE MÃE (Outubro 2020).