Saúde

Erros comuns ao escolher sapatos para crianças


A escolha do calçado é uma das chaves básicas para que os pés das crianças cresçam corretamente. Uma escolha errada pode criar vícios no pé, e uma pegada ruim pode causar, além de dores musculares, mau desenvolvimento dos pés e das pernas. Portanto, no caso de crianças, a escolha do calçado depende da idade da criança. Nesse processo, Podemos cometer alguns erros na escolha de sapatos para crianças, diremos quais.

Os bebês têm pés mais sensíveis que os de um adulto, além de uma sola quase plana, por isso seus calçados devem permitir a livre movimentação dos dedos, sem serem muito apertados. Já nos primeiros passos o calçado deve ser largo e alto para não comprimir o pé, com sola flexível e antiderrapante. A partir dos 7 anos o pé já ganhou forma e só vai crescer em comprimento e largura.

Estes são os erros mais comuns ao escolher sapatos para crianças:

1- Escolha um tamanho a mais para quando ele crescer. Erro muito comum, já que o pé da criança cresce a cada três meses em média entre 7 e 8 milímetros. Porém, um sapato que dança no pé pode causar atrito e nos obriga a adotar posturas prejudiciais, além de causar possíveis quedas.

2- As botas para segurar o tornozelo. O tornozelo deve ficar solto e, aos poucos, a criança deve fortalecê-lo ao andar. Além disso, uma bota muito comprimida pode afetar o desenvolvimento adequado do tornozelo. As botas só devem ser usadas para se proteger em casos específicos da umidade ou do frio excessivo.

3- Compre sapatos de plástico. A sudorese excessiva nos pés causa irritação e fungos. Sempre use sapatos de tecido ou couro, especialmente no verão.

4- Abuso de calçados esportivos. O tênis deve ser usado com moderação, muitas horas passadas fazem com que não ventilem adequadamente e causem fungos, já que normalmente não são de couro. É aconselhável comprá-los em couro, lona ou malha para que sejam o mais ventilados possível.

5 - Herdar sapatos. É muito comum herdar de irmãos mais velhos, porém não é uma prática recomendada, pois cada pé é diferente e o sapato geralmente toma a forma do primeiro pé que o usa, então o novo dono provavelmente está pisando de forma diferente do seu irmão e, portanto, é comum que eles toquem ou se incomodem.

6- Acabamentos pontiagudos ou de corte muito baixo. Sapatos pontiagudos deformam os dedos, enquanto sapatos de corte muito baixo, como bailarinas, chinelos ou tamancos, muitas vezes escorregam ao caminhar e muitas vezes são feitos com trabalho excessivo para segurar.

É importante lembrar que os pés devem estar o mais livres possível, por isso é sempre aconselhável retirá-los ao chegar em casa e andar descalço ou com meias, sem dúvida as crianças vão gostar.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Erros comuns ao escolher sapatos para crianças, na categoria Saúde no local.

Vídeo: Sonhar com Sapatos. Profeta Vinicius Iracet (Outubro 2020).