Sejam mães e pais

Cada um dos papéis da família e o quanto eles trazem para os filhos


Ultimamente temos atribuído muita responsabilidade à família como um papel na formação de nossos filhos, porém posso assegurar que existem muitas definições sobre o que a família é em si e os papéis que existem dentro dela. Estamos perante uma abertura e uma redefinição do que podemos entender como família, pois desafios e mudanças chegam a propor ideias ou julgamentos que, por vezes, colocam em suspenso o que podemos compreender nesta base social fundamental. Portanto, a seguir falamos sobre os diferentes papéis familiares e tudo o que eles trazem para as crianças e a comunidade em que vivemos.

No fundo, o que acontece é que costuma ser considerado retrógrado ou fechado definir a família apenas se houver um homem e uma mulher unidos por algum contrato, e que como resultado desse pacto eles têm filhos que são responsáveis ​​por sua formação. Hoje, devido à mesma situação de mudança que existe em nossa sociedade, mais do que falar desse ponto de vista, nos está sendo proposta uma modernização em nossa forma de investigar essa comunidade. Mais do que falar do pai ou da mãe, somos incentivados a definir os papéis que existem dentro desta base social.

Quando falo de papéis, é importante especificar que me refiro à missão ou função que desempenha e que deve existir dentro deste grupo social. Isso significa que esta tarefa pode ser desempenhada por qualquer membro da família, seja o pai ou a mãe ou –em algumas circunstâncias muito específicas-, os filhos ou os avós. Vamos falar sobre cada um desses papéis, embora, como já mencionamos, eles estejam continuamente sendo redefinidos e, portanto, às vezes não correspondem à figura familiar clássica.

O papel do pai para os filhos

Vamos começar com o papel paterno. O mesmo termo se refere a quem tem o objetivo de executar e gerenciar o próprio projeto comunitário. Não quero dizer que ele seja o principal responsável e dono deste grupo, mas sim aquele que planeja e orienta os outros em sua vida fora de seu território.

Prefiro apontar com este exemplo: Lembro-me da família de um aluno meu. Embora tivesse pai e mãe, o tio-avô de seu pai morava em sua casa. Acontece que foi a verdadeira voz da consciência, foi a inspiração e a palavra de conselho que orientou a tomada de decisões de todos os membros da família.

Este papel paterno foi aquele que deu as ferramentas necessárias a todos os membros para que pudessem viver plenamente no mundo que estava fora de casa. É por isso que tem essa origem derivada do 'pater', porque em sua essência Eu queria te dar o que você precisa para que você possa se defender e agir fora de sua zona de conforto.

A mãe e seu papel na família

O papel materno, por sua vez, é o espaço onde podemos ver os rostos uns dos outros. É nossa almofada ou local de contenção, onde podemos nos relacionar e extrair nossas emoções. É a área onde podemos chorar e expressar nossas emoções. A maternidade sugere ser o espaço onde podemos expressar e descobrir nosso mundo interior. Assim podemos nos ver nos olhos e nos reconhecer no espelho.

Esta função é vital, porque embora nos dêem armas para podermos sair de casa e desenvolver-nos, se não soubermos quem somos e nos reconhecermos na nossa interioridade, a nossa própria vida será apresentada de forma desintegrada; já que em si não saberemos quem realmente somos. Não quero me fechar à possibilidade de que essa função deva ser desempenhada por uma mulher, porque tenho conseguido mostrar em algumas famílias que há pais que cumpriram essa função. O que não deveria ser permitido é que falte esse espaço para se redescobrir.

O papel muito importante dos avós

A memória e a história de vida são representadas pelo papel do idoso. Uma vez ouvi dizer que os avós são aqueles que nos permitem ver o passado com vida. Graças a eles pode-se vivenciar quais foram essas histórias que estão descritas nos livros, e se não fosse por essa experiência não podíamos desenvolver esperança para nosso próprio futuro.

Se não criamos esse encontro real, talvez seja muito difícil refletir sobre o real significado de nossa vida. Quanta necessidade temos hoje para esta reunião. Hoje costumamos deixar de lado ou esquecer esse papel que os avós ocupam em nossa família. E o triste é que essa perda de identidade está se tornando real.

Crianças, o presente e o futuro da comunidade

E os filhos? É fruto desta comunidade. É o futuro ou a contribuição que cada comunidade oferece ao mundo. Os alunos serão o verdadeiro sentido de formação desta comunidade: formar pessoas que queiram manter e formar uma sociedade integrada, cuja missão será poder experimentar uma plenitude que nos permita viver em paz e assim poder deixar uma marca nesta história que nos é apresentada neste tempo de vida.

Agora posso entender quando o ator Michael J. Fox definiu a família como um todo, porque nesta comunidade tantos papéis fundamentais estão combinados que nos permitem ser pessoas que vivem com completa paz de espírito no dia a dia. Este ator disse uma vez: 'Família não é algo importante. É tudo'.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Cada um dos papéis da família e o quanto eles trazem para os filhos, na categoria Ser mães e pais no local.

Vídeo: O PAPEL DA FAMÍLIA NA EDUCAÇÃO (Outubro 2020).