Comunicação e socialização

8 truques para desenvolver as habilidades sociais das crianças que todos os pais devem saber


O aprendizado de habilidades sociais e de comunicação começa nos primeiros meses da criança e continua ao longo de sua vida. As crianças aprendem essas habilidades de forma implícita e fácil graças às primeiras experiências de interações sociais que são proporcionadas por seu ambiente familiar, mas mesmo assim, em casa podemos fortalecê-las. Oferecemos 7 truques para desenvolver as habilidades sociais das crianças de casa, e essas interações constituem a base do aprendizado nos primeiros anos da criança, ajudando-a a se sentir confiante e segura para seu desenvolvimento socioemocional.

Eles são um conjunto de comportamentos interpessoais complexos que entram em jogo ao interagir com outras pessoas. São necessários para interagir adequadamente com os outros, para tomar decisões, resolver conflitos, detectar emoções próprias e dos outros, entre outros.

As primeiras habilidades sociais que as crianças adquirem são ouvir, iniciar uma conversa, manter uma conversa, fazer uma pergunta, agradecer, se apresentar e fazer um elogio. Depois, há as habilidades relacionadas aos sentimentos, como conhecer os próprios sentimentos, expressá-los, compreender os sentimentos dos outros e expressar afeto.

E, finalmente, encontramos as habilidades sociais mais avançadas. É aqui que pedem ajuda, participam, dão instruções, pedem desculpa e convencem os outros.

Todos os pais desejam que nossos filhos tenham boas habilidades sociais e de comunicação, tenham amigos, sejam empáticos, assertivos e capazes de resolver conflitos. Mas fazemos o que proclamamos e exigimos de nossos filhos?

Refletir sobre o próprio comportamento social é fundamental para acompanhar nossos filhos no processo de aquisição de habilidades sociais. Os pais desempenham um papel fundamental na educação socioemocional, sendo para eles figuras emocionalmente significativas e influenciando-os diretamente.

Há pesquisas que relacionam fatores que contribuem para o desenvolvimento e fortalecimento das habilidades sociais das crianças.

1. Regras claras
Quando os pais ensinam regras sociais aos filhos, é mais fácil para eles agirem de acordo com o contexto e o interlocutor. Ex: a forma de se dirigir a um professor não deve ser a mesma que se usa com um parente próximo. Existem lugares onde você deve ficar quieto e outros onde você pode conversar.

2. Explicação do que se espera deles
Às vezes, as crianças não sabem como responder a certas situações, por isso é importante torná-lo explícito. Ex: Se um amigo ganhou um prêmio, espere que ele dê os parabéns. Se alguém está triste, espere que se preocupe com ele.

3. Ambiente que incentiva o diálogo
É importante que haja espaço para conversar, compartilhar experiências e emoções dentro do ambiente familiar. Ex: compartilhar uma refeição juntos, pode ser café da manhã ou jantar em família. Nesse momento, não use dispositivos eletrônicos que atrapalhem a comunicação.

4. Discussão aberta sobre conflitos
Ajude a refletir através de perguntas fazendo uma memória da situação conflituosa e como você poderia agir para resolvê-la. A ideia não é resolver o problema ou dizer a ele o que fazer, mas fornecer ferramentas para que a criança os resolva.

5. Suporte e contenção
Uma criança que se sente contida pela família terá melhores habilidades interpessoais, podendo responder de forma adequada em seu meio social: escola, clube, outros ambientes sociais. Para isso, você pode participar conjuntamente de atividades recreativas e recreativas. Incentiva você a criar situações sociais para que a criança tenha oportunidades de participar e aprender. Exemplos: Convidar colegas da escola ou do clube para casa. Nem sempre convide o seu melhor amigo ou com quem se sinta mais confortável, mas tenha a possibilidade de conhecer outras pessoas. Faça festas do pijama, piqueniques, participe de equipes esportivas em situações extracurriculares, o que pode expandir o círculo de amigos para além da escola ou de seu ambiente próximo.

6. Expressão e compreensão das emoções por todos os membros da família
Se os pais expressam suas próprias emoções, é mais provável que a criança o faça também. Além disso, os pais devem encontrar um equilíbrio. Não seja autoritário nem permissivo, encontrar um equilíbrio é essencial.

7. Demonstrações diárias de afeto
Se os pais forem afetuosos e demonstrativos, eles permitirão que a criança o faça espontaneamente.

8. Promoção da autonomia
Acompanhar a criança permitindo que ela resolva gradativamente as situações sociais de forma autônoma.

Os pais são os principais modelos socioemocionais de nossos filhos, se queremos que nossos filhos expressem suas emoções, devemos expressar as nossas. Se queremos que eles falem e contem suas experiências, temos que compartilhar o que acontece conosco. Gerar um espaço de escuta e contenção por meio da empatia com eles é fundamental para que também tenham empatia pelos outros.

Neste processo de acompanhamento, eles serão capazes de encontrar suas próprias ferramentas sociais com base no modelo de parentalidade que foi fornecido. E não se esqueça que as crianças aprendem por meio da observação, da imitação e da interação contínua, elas aprendem com o que veem!

Você pode ler mais artigos semelhantes a 8 truques para desenvolver as habilidades sociais das crianças que todos os pais devem saber, na categoria Comunicação e socialização no local.

Vídeo: Live-Aula Habilidades Sociais no Autismo leve - Prof. Dr. Lucelmo Lacerda (Outubro 2020).